Trocam-se as voltas

1


Mudar de papel faz parte de uma vivência plena

Ser presa e predador 

Cultivar fel e amar em consciência serena 

Com a destreza de um perdedor 

Sem certezas de quem leva a melhor disto tudo

Ser humilde e dar valor

Riquezas de ninguém, na treva de um penhor, desisto e mudo 

Ser rebelde é querer fulgor 

Dancei quando nem sabia para te ver sorrir e entrar na tua batida

Sem ritmo ou convicção 

Germinei num mundo onde não cabia para nutrir um olhar que deixei sem vida 

Algoritmo de redenção 

E agora pisas-me com resquícios de prazer nessa demanda

Ser quem ganha e ri no fim

Demora mas cismas-me com esse vício de responder como quem manda 

Fica com a manha mas sem mim. 

COMPARTILHAR
Artigo anteriorDeja vu
Próximo artigoDesventuras pulsantes

1 COMENTÁRIO

  1. Vivo para ti
    Meu coracao sorri
    Es meu caminhar
    Contigo uma vida quero partilhar
    Es bebida e comer
    Es meu viver
    Es o ar que respiro
    E contigo no pensamento vivo
    Es em mim rio e mar
    Barco onde quero embarcar
    Campo que em mim germina
    Planeta que em ti termina
    Es noite e dia
    Minha vida

    Queri, quero
    E por ti desespero
    Quero, quero
    Beijo e abraco dar
    Contigo tudo partilhar
    Casa e cama
    Pois Es da minha arvore raiz e rama

DEIXE UMA RESPOSTA