Not so Cool é o Natal

0

No meio da multidão acariciamos o Natal, os despojos de um ano, as descrenças, as tristezas são mutações solidárias de quem perscruta o vazio em amplitudes maiores que as nossas.

       Já não sei contar, esta linha que se proclama solidária, sorriso amarelo, solicitações sociais, a bondade e o famigerado “Santo”.

 

Quem paga uma refeição a um necessitado ou um copo de vinho, sem um pregão Facebookiano santificado aos olhos do rebanho?!

 

Acções espontâneas, sem encontrar a multidão, o bem pelo bem, sem bradar a todos que o fez.

 

Not So Cool é o Natal, esporádico, de olhos afundados na apreensão material de algo para mostrar.

 

Vivo na pele da melancolia esta quadra, crivada de fachada e boas intenções, no fim, nesse fim que toca a todos, no fim ninguém ganha…portanto amemo-nos.

 

Tomemos a boa vida, o espírito da quadra é terrífico, mas o espírito humano tem posse, é orgasmo na minha cama, deleite e crença em magnitude universal.

 

Not So Cool é o Natal, mas as pessoas ainda o podem tornar Cool!

 

Don Filipe Tiburcio 

COMPARTILHAR
Artigo anteriorAquela Daqui
Próximo artigoNatal ou Dia de Cão?

DEIXE UMA RESPOSTA